Agenda de Eventos Feministas em Portugal

waves

Should I feel sorrow? O feminismo radical de Patricia McFadden

Resumo

Patricia McFadden afirma que o feminismo não precisa de adjectivos porque o feminismo só o é se for radicalmente feminista. Nesta redundância retórica Patricia, proudly a black woman, pensa e escreve a partir da sua jornada de vida que vai desde os tempos de militância comprometida no ANC – African National Congress - contra o apartheid até às montanhas de Eswatini onde escolheu viver como camponesa. Para ela as feministas devem pensar a contemporaneidade sem temer falar do feudalismo patriarcal presente nos nacionalismos e que faz da vida das mulheres um inferno; da auto-suficiência anti-capitalista que é possível imaginar e construir; do internacionalismo feminista para que a solidariedade entre lutas faça sentido; e das relações de poder escondidas em cada palavra, sobretudo as que estão na moda.

Partindo da leitura do seu texto Contemporarity. Sufficiency in a Radical African Feminist Life e dos seus relatos sobre a vida na sua machamba, proponho uma reflexão sobre o conceito de feminismo radical em Patricia McFadden.

Nota biográfica 

Teresa Cunha É doutorada em Sociologia pela Universidade de Coimbra. É investigadora sénior do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra onde ensina em vários Cursos de Doutoramento; cocoordena a publicação 'Oficina do CES', os ciclos Gender Workshop. Coordena a Escola da Inverno 'Ecologias Feministas de Saberes' e o Programa de Investigação Epistemologias do Sul. É professora-adjunta da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Coimbra e investigadora associada do CODESRIA e do Centro de Estudos Africanos da Universidade Eduardo Mondlane, Moçambique. Em 2017, foi agraciada com a Ordem de Timor-Leste pelo Presidente da República Democrática de Timor-Leste. Os seus interesses de investigação são feminismos e pós-colonialismos; outras economias e economias feministas mulheres; transição pós-bélica, paz e memorias; direitos humanos das mulheres no espaço do Índico. Tem publicados vários livros e artigos científicos em diversos países e línguas dos quais se destacam: Women InPower Women. Outras Economias criadas e lideradas por mulheres do sul não-imperial; Never Trust Sindarela. Feminismos, Pós-colonialismos, Moçambique e Timor-Leste; Ensaios pela Democracia. Justiça, dignidade e bem-viver; Elas no Sul e no Norte; Vozes das Mulheres de Timor; Timor-Leste: Crónica da Observação da Coragem; Feto Timor Nain Hitu - Sete Mulheres de Timor; Andar Por Outros Caminhos e Raízes da ParticipAcção.

Texto central: McFadden, Patricia (2018), "Contemporarity: Sufficiency in a Radical African Feminist Life", in Project MUSE, Meridians: feminism, race, transnationalism, 17 (2), 415-431.

[Para ter acesso ao artigo em análise envie, por favor, um e-mail para gw@ces.uc.pt até 26 de fevereiro de 2020]

Links:
Sabes de algum evento feminista e gostavas de que aparecesse em feminista.pt?
Envia-nos um email com toda a informação para:
eventos@feminista.pt
ícone feminista.pt