Agenda de Eventos Feministas em Portugal

ondas

Performances - "Mulher Braba" + "A melhor versão de mim própria"

PERFORMANCES - 
"Mulher Braba" de Béthany Martínez 
+
“A Melhor Versão de Mim Própria” de Sandra Varela

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

"MULHER BRABA" (30 minutos):
A performance de Béthany Martínez denominada "Mulher Braba" consiste num solo coreográfico de dança contemporânea apresentado no espetáculo de circo, dança e teatro "Umas e outras". Baseado num dos contos do livro “Mulheres que correm com os lobos” de Clarissa Pinkola Estés, este trabalho busca interpretar o potencial criativo e positivo vindo da energia da fera; a mulher selvagem em cada uma de nós. A inspiração para esta criação é a inquietação causada pelas diversas situações de abuso sofridas pelas mulheres. A obra surge como uma resposta a toda a vivência como mulher, numa sociedade onde é necessário reinventar-se, resistir e lutar para conseguir sobreviver.

www.bethanymartinezdance.com
https://www.youtube.com/channel/UCOM3vgVAVk0r56TsXhuBxvw

BIOGRAFIA
Béthany Martínez é bailarina, performer e professora nascida no Uruguai e radicada no Brasil. Graduou-se em Dança pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 2015. Iniciou a sua carreira profissional em 2009, e desde então tem dançado em diversas companhias, como a Companhia Municipal de Dança de Porto Alegre e a Muovere Cia de Dança Contemporânea. Destacam-se os seus trabalhos autorais como "Umas e outras" e "elã", onde ambos retratam o ser feminino e as suas profundezas. O solo/performance “Mulher Braba” foi desenvolvido entre 2014 e 2018 na cidade de Porto Alegre, com tour pelo Brasil, integrando o projeto "Umas e outras", em parceria com Ana Cláudia Bernarecki, com espetáculo artístico e workshops para mulheres vítimas ou não de violência doméstica.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

"A MELHOR VERSÃO DE MIM PRÓPRIA" (30 minutos):
Quão feminista és? Estás pronta para dar o seguinte passo? Descobre como fazê-lo em “A melhor versão de mim própria” de Sandra Varela. O up-grade feminista que estavas esperando. O feminismo, se não é Premium, não sabe tão bem ;) A performance reflete em torno do facto do capitalismo ter-se apropriado do feminismo, desligando-o do seu carácter político para poder apresentá-lo como mais um bem de consumo a través de uma linguagem baseada em um marketing que nos é muito familiar a todas. Uma crítica ao cada vez mais crescente purplewashing. 

BIOGRAFIA
(Ourense, Galiza, 1996). Em 2018 gradua-se em Belas Artes pela Universidade de Vigo, e atualmente reside em Lisboa, onde está a fazer um estágio em uma galeria de arte. Os seus interesses artísticos focam-se na parte mais social da arte contemporânea, tendo como ponto central o feminismo, mas também o ecologismo, a tecnologia, a intimidade (pois “The personal is political”) e a ligação de vários ou todos estes elementos. Trabalha multidisciplinarmente, com ênfase na performance, o bordado, a instalação e o design gráfico. Realizou peças de performance na Galiza (Escenas do Cambio, 2019, Congreso de Arte de Acción Fugas e Interferencias II, 2017), em Praga (Performance Crossings Fest, 2018) e Lisboa (Lançamento do livro "Dentes para a mazá", 2019). Também participou em múltiplas exposições, entre as que destacam: Outono Fotográfico (Ourense, 2016), o Certame de Artes Plásticas (Ourense, 2017), no que recebe o 1º prémio, e o certame Novos Valores (Pontevedra, 2018). Em Maio de 2019 formará parte da residência artística de Acción! MAD em Asturias. 

: : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :
Entrada reservada a pessoas associadas.
Quota anual: 3€
Quota diária: 0,50€

Links:
ícone feminista.pt