Agenda de Eventos Feministas em Portugal

ondas

Exposição - "Sagrado Profano"

EXPOSIÇÃO - "Sagrado Profano" de Sara Soares

Nota: A inauguração da exposição no dia 3 de maio será acompanhada com djset. 

“Sagrado Profano” de Sara Soares é uma exposição sobre a sexualidade que usa a colagem como motor dialético, numa analogia entre o distanciamento e a intimidade que pode ser estabelecida com a peça, bem como a imagem que essa relação sugere. É um trabalho que tenta não ser invasivo, construindo a sua narrativa a partir de um somatório de imagens de corpos, de nús, de actos e de azulejos que vão compor um padrão perceptível apenas para os mais atentos. Ao desvendar o significado de cada peça, as imagens aparecem como um componente auto-reflexivo que incita o espectador a tomar consciência da sua própria posição como voyeur, desviando a sua atenção do objeto para si mesmo.

www.facebook.com/sagradoprofanoazulejos/
www.sagradoprofano.com

BIOGRAFIA

Sara Soares, artista multidisciplinar portuguesa, estudante de arquitectura, inquieta, criativa e nómada. Desde cedo demonstra interesse pela collage realizando diversas experiências com base na exaltação das contradições da sociedade, num confronto de fragmentos retirados de revistas antigas, de personagens vintage. A prática foi mantida, hoje toma forma de azulejo e fala de corpo, de sexo, de liberdade. O que inspira a sua criação é a tensão entre o olhar a realidade e a ilusão. As relações que as pessoas estabelecem com o seu corpo, com a sua sexualidade, baseada na moldagem a que o corpo foi submetido a cargo dos mecanismos de poder. Tanto nos discursos como na prática social, o corpo é uma unidade “bio-política” fragmentada, que não permite realizar uma imagem para além das concepções da igreja, da ciência e do mercado. Neste trabalho, os gestos, comportamentos, sentimentos e desejos imortalizados pela imagem, suportam-se da materialidade e tradição do azulejo para salientar a realidade ilusória, fragmentada, escondida e misteriosa da nossa própria sexualidade.   

Links:
ícone feminista.pt