Agenda de Eventos Feministas em Portugal

ondas

Porque há direito ao grito. Então eu grito.

A consciencialização em torno da violência obstétrica em Portugal ainda está em fase embrionária. Apesar de existir consenso de profissionais em torno de práticas que são danosas às mulheres, injustificáveis por perpetuarem-se sem qualquer embasamento científico, de existirem recomendações expressas da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre o que é abusivo no atendimento no momento da gravidez ou interrupção da mesma, parto e pós-parto, pouco se fala sobre o assunto. Esta, que é mais uma faceta da violência de género, não está reconhecida oficialmente pela lei do país, sequer. No entanto, pode e deve ser denunciada. O objetivo deste workshop é dotar xs participantes de conhecimento e ferramentas para identificar e denunciar o abuso obstétrico.

Facilitadoras

Romana Naruna: Doula de pós-parto e Conselheira em Aleitamento Materno no projeto A Puérpera. Atualmente membro da Associação Portuguesa pelos Direitos da Mulher na Gravidez e no Parto e da Rede Portuguesa de Doulas, é licenciada em Comunicação Social - Jornalismo e possui treinamento em Psicologia do Puerpério.

Vânia Simões: Advogada, jurista e membro da Associação Portuguesa pelos Direitos da Mulher na Gravidez e Parto. É pós-graduada em Direito da Medicina pela Faculdade de Direito de Universidade de Lisboa e autora de diversos estudos em curso de publicação na área do direito penal médico. É doutoranda em Direito na Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa.

Links:
ícone feminista.pt