Agenda de Eventos Feministas em Portugal

ondas

Maré Feminista no 1o de Maio

coletivos feministas e LGBTI+ apelam a uma Maré Feminista pela Liberdade e pela Justiça Social. Vem dar força à #MaréFeminista

Manifesto “Maré Feminista pela Liberdade e pela Justiça Social”

A Maré Feminista precisa de continuar a percorrer as ruas! O discurso da desinformação e pela política do ódio ameaçam as nossas vidas e as nossas liberdades. É preciso enfrentar as enxurradas de notícias falsas, as glórias à ignorância e os grupos políticos demagógicos e ultraconservadores. É preciso fazer frente a essas ameaças e ampliar a liberdade e a justiça social.

A violência afeta-nos a todas e é a causa que mais nos tem mobilizado. O direito à vida e à integridade física é uma causa de primeira linha. Mas estamos consciente que o discurso da  desinformação e do ódio são instrumentos na mão de quem nos quer dividir para reinar sobre as nossas vidas. E que a justiça no trabalho e a democracia são indispensáveis à mudança social pela qual lutamos.

As diferentes formas como somos exploradas e oprimidas não nos devem dividir, devem unir-nos num combate comum. As mulheres sofrem a desigualdade salarial, a dupla jornada de trabalho, com a desigualdade na repartição do trabalho doméstico, e são as principais vítimas do assédio sexual no trabalho. Ao mesmo tempo são a maioria no desemprego, na precariedade e nos baixos salários. As mulheres negras e as mulheres ciganas, como as pessoas racializadas em geral, e as mulheres trans e pessoas não-binárias, como muitas outras pessoas LGBTI+, enfrentam discriminações agravadas no acesso ao trabalho. Precisamos de estar unidas para vencer.

A indignação feminista sai às ruas para mudar a sociedade. Saímos à rua por Marielle Franco, fomos Maré Feminista no 25 de Abril, marchámos no dia internacional de luta fim da violência contra as mulheres, mobilizámo-nos várias vezes contra a justiça machista e contra a onda de femicídios. A Maré Feminista reuniu coletivos feministas e LGBTI em convocatórias conjuntas, procurando nessa unidade de ação fazer da diversidade de experiências, de ideias e de lutas a nossa força comum. E essas ondas de indignação ampliaram-se nas grandes manifestações de 8 de março de 2019, onde a Maré Feminista se juntou à Greve Feminista.

A Maré Feminista sai às ruas nos próximos 25 de Abril e 1º de Maio pela Liberdade e pela Justiça Social. O desafio é continuar a percorrer o caminho para trazer para as ruas mais gente, uma ampla Maré Feminista que contribua cada vez mais para uma maioria social transformadora.

UNi+ Programa de Prevenção da Violência no Namoro em Contexto Universitário, UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta, Por Todas Nós - Movimento Feminista, Plataforma Mulheres do Brasil, Plataforma Já Marchavas, Juntas - Movimento Feminista de Aveiro, INMUNE - Instituto da Mulher Negra em Portugal, GAT - Grupo de Ativistas em Tratamentos, Festival Feminista de Lisboa, FEMfdup, Femafro, Colectivo Feminista de Letras, Casa Qui, Capazes, Associação Plano i, Associação ILGA Portugal, AMPLOS - Associação de Mães e Pais pela Liberdade de Orientação Sexual e Identidade de Género

Links:

Organização:

Maré Feminista

Logo Maré Feminista
ícone feminista.pt