Agenda de Eventos Feministas em Portugal

waves

šŸŒšŸ‘­ Encontros Internacionais Where I (we) Stand

BILHETES | Entrada livre
LOCAL | ColeĆ§Ć£o Moderna ā€“ Sala Polivalente
SAIBA MAIS | https://gulbenkian.pt/museu/agenda/encontros-internacionais-where-i-we-stand/

Ā«Where I (we) StandĀ» reunirĆ”, nos dias 22 e 23 de novembro, um conjunto de autores, artistas e ativistas, em torno das questƵes da descolonizaĆ§Ć£o da histĆ³ria, dos corpos e das narrativas, mas igualmente da prĆ³pria estrutura do Museu, enquanto lugar de representaĆ§Ć£o e produtor de conhecimento.

O Museu Gulbenkian desenvolveu ao longo de 2019, no EspaƧo Projeto da ColeĆ§Ć£o Moderna, um ciclo de programaĆ§Ć£o dedicado a artistas contemporĆ¢neos, nacionais e internacionais, que nas suas obras interrogam e problematizam o passado colonial e o seu legado no presente ā€“ um presente ainda por descolonizar, convocando a histĆ³ria, a memĆ³ria, a experiĆŖncia da diĆ”spora, propondo narrativas alternativas e dando voz (e imagens) a outros protagonistas. 

Yto Barrada, Filipa CĆ©sar, Irineu Destourelles (em exposiĆ§Ć£o atĆ© 6 de janeiro) sĆ£o os artistas que desenvolveram projetos realizados especificamente para o espaƧo. Associada a esta programaĆ§Ć£o e Ć s novas polĆ­ticas de aquisiĆ§Ć£o de obras da ColeĆ§Ć£o Moderna, o Museu realizarĆ” em novembro os Encontros Where I (we) Stand que terĆ£o lugar na Sala Polivalente, junto ao EspaƧo Projeto. A conceĆ§Ć£o dos Encontros foi realizada em colaboraĆ§Ć£o com as associaƧƵes e coletivos Djass, Femafro, Inmune e Padema, com a plataforma Buala e com a investigadora Filipa Lowndes Vicente.

Com o tĆ­tulo Where I (we) Stand, os Encontros convocam os lugares da histĆ³ria colonial, com enfoque no passado colonial portuguĆŖs, ao mesmo tempo que se ancora no presente para pensar os lugares a partir dos quais defendemos a construĆ§Ć£o de outras narrativas e ampliamos as possibilidades para outras Ā«imaginaƧƵesĀ». Nesse sentido, Ć© tambĆ©m o lugar de um posicionamento ativo em relaĆ§Ć£o a estas questƵes. Quisemos que os Encontros tivessem um enfoque nos feminismos negros que, pelo pensamento e estrutura intersecionais, se cruzam com as problemĆ”ticas do colonialismo, da descolonizaĆ§Ć£o e do racismo, mas igualmente com as questƵes de gĆ©nero e de classe. Estas vozes sĆ£o, hĆ” muito tempo, sujeitas a uma dupla invisibilizaĆ§Ć£o.

Os Encontros contam com as participaƧƵes de Ƃngela Ferreira, Denise Ferreira da Silva, FlĆ”vio Almada, Irineu Destourelles, Laura Hampden, Marta LanƧa, Melissa Rodrigues, Museum Detox, Raquel Lima, Rita Fabiana, VĆ¢nia Gala e das entidades e AssociaƧƵes Moinho da Juventude, Djass, Femafro, INMUNE e Padema.

Links:
Sabes de algum evento feminista e gostavas de que aparecesse em feminista.pt?
Envia-nos um email com toda a informaĆ§Ć£o para:
eventos@feminista.pt
ƍcone feminista.pt