Agenda de Eventos Feministas em Portugal

ondas

1ª Marcha Lgbti+ Aveiro

DIA 15 DE JUNHO DE 2019, PRIMEIRA MARCHA LGBTI+🏳️‍🌈 EM AVEIRO.✊📢🎉🏳️‍🌈

Muitos têm sido os progressos legislativos alcançados: desde o casamento entre pessoas do mesmo sexo, passando pelas leis referentes à homoparentalidade, até à autodeterminação de género. 

Conquistas que permitiram que tenhamos agora uma sociedade mais justa. No entanto, ainda existe muito caminho a percorrer por uma sociedade que abraça a diferença e diversidade. Por uma sociedade livre do preconceito e da discriminação.

Por uma maior visibilidade de diferentes orientações sexuais, identidades e expressões de género em Aveiro, dia 15 de Junho, às 15h, marchamos da Estação de Aveiro até à Praça da República. 

Junta-te a nós! ✊📢🎉🏳️‍🌈


𝗣𝗿𝗶𝗺𝗲𝗶𝗿𝗮 𝗠𝗮𝗿𝗰𝗵𝗮 𝗟𝗚𝗕𝗧𝗜+ 𝗲𝗺 𝗔𝘃𝗲𝗶𝗿𝗼 𝗿𝗲𝗮𝗹𝗶𝘇𝗮-𝘀𝗲 𝗮 𝟭𝟱 𝗱𝗲 𝗷𝘂𝗻𝗵𝗼

A 15 de junho de 2019 ocorrerá a Primeira Marcha LGBTI+ em Aveiro, num percurso que terá o seu início na Estação de Comboios de Aveiro, passando pela Avenida Lourenço Peixinho e terminará na Praça da República. Contamos com a presença de todos os aveirenses e demais interessados na luta pelo direito de sermos quem somos livremente.

Em 2019 celebra-se a vigésima edição da Primeira Marcha LGBT em Portugal (Lisboa), e muito mudou desde então, mas não o suficiente. Muitos têm sido os progressos legislativos alcançados, desde o casamento, passando pela lei da identidade de género, até as leis referentes à homoparentalidade. Conquistas que permitiram que tenhamos agora uma sociedade mais justa, onde não é negado a ninguém o direito de ter uma família. No entanto, ainda existe caminho a percorrer, especialmente do ponto de vista cultural. Na nossa sociedade, independentemente destas importantes conquistas legislativas, sentimos todos os dias na pele os efeitos da homofobia, transfobia, bifobia… Sentimos as amarras de uma sociedade, por vezes, castradora, conservadora, misógina e homofóbica. Aquilo que vemos como medidas de informação e formação para uma sociedade mais tolerante, são julgadas negativamente, como um suposto atentado aos supostos bons valores, aos bons costumes, ao modelo tradicional de família. 

Numa perspetiva local, apercebemo-nos que Aveiro acaba por ser uma cidade conservadora, e podemos denotar isso pela inexistência de associações ou movimentos locais que tenham como mote a defesa da diversidade, e nem nos referimos especificamente a questões LGBTI+ (sigla que designa pessoas Lésbicas, Gays, Bissexuais, Trans e Intersexo; o sinal + representa outras possíveis identificações não referidas na sigla). Mas não baixamos os braços, e por isso em 2019 marcharemos em Aveiro por uma sociedade mais justa, que abrace a diversidade.

Links:
ícone feminista.pt